Top Tennis

350 figuras, ilustrações e gráficos

169 páginas de alta qualidade

Texto de fácil assimilação

Totalmente colorido

Conteúdo do Site

Pesquisa


Untitled Document

 

Total de Dicas postadas: 527

Data: 18-01-2020

Número: 1023

(Continuação das Dicas da semana passada) ...
No voleio de bola abaixo da rede jamais use o “swinging volley”, pois esse golpe normalmente só tem sucesso quando você o executa parado, porque o ponto de contato da raquete com a bola ocorre numa fração de segundo, já que sua raquete bate a bola com “spin”, e se você ainda estiver correndo isso dificultará bastante a efetivação do contato do centro das cordas de sua raquete com a bola.
            O local ideal para a execução do “swinging volley” é quando você está a uns dois metros atrás do “T” de seu lado da quadra e com a bola sendo golpeada na altura entre sua cintura e seus ombros.
            O mais correto naquele voleio de bola abaixo do nível da rede teria sido você o executar com um golpe chapado, com a raquete indo direto para o ponto de encontro com a bola e golpeando-a de baixo para cima. Normalmente os “two-handed grips” efetuam esse tipo de voleio com imperfeição ou com baixo índice de performance, pelo fato de executá-lo sempre com “slice”. “Slice” é para baixar a bola e se esta já está abaixo do nível da rede esse golpe não tem sentido em ser usado.
            Meu caro ouvinte. Minha sugestão é que você se mire no comportamento de anos atrás de Rafael Nadal, que resolveu começar a jogar os torneios internacionais de duplas para melhorar sua performance de voleios em seus jogos de simples.
            Seu jogo de fundo está perfeito? Seu saque pode ficar ainda melhor, se você conseguir fazer o mesmo que sugeri ao Federer para melhorar a performance de aproveitamento do primeiro saque dele, imitando o que fazia Nadal e muitos jogadores, que sacavam com 86% de aproveitamento de primeiro saque, passando para isso a bater o primeiro saque com muita força, mas priorizando a utilização de muito, muito mesmo, “spin”.
            Principalmente se você for canhoto, o efeito de seu saque é ao contrário de 98% da população de tenistas, que é de destros, motivo principal porque você deve usar o seu saque com bastante “spin”, cujo efeito ao contrário atrapalha muito mais que o saque com “spin” da grande população de destros.
            Agora, para terminar, mando a mensagem sobre a parte mental da “neurolinguística”, que se volta para o princípio da “determinação de vencer”, de “se chegar a atingir o objetivo desejado”, do “eu quero, eu quero, eu quero, do eu vou chegar lá!. Com essa determinação você estará orientando os trilhões de células de seu corpo, juntas na mesma direção, a atingirem o seu objetivo de vencer.

            Peça a ajuda de um super-especial psicólogo (imitando com isso o que organizou o antes desastroso comportamento mental do atual fenômeno Roger Federer) para que essa pessoa também venha a organizar o seu ainda deficiente comportamento mental. A base do sucesso na vida é: “EU QUERO, EU QUERO, EU QUEEEEEEEEEEEERO CHEGAR LÁ!” 

TAGS: 

Anterior - Próxima