Top Tennis

350 figuras, ilustrações e gráficos

169 páginas de alta qualidade

Texto de fácil assimilação

Totalmente colorido

Conteúdo do Site

Pesquisa


Untitled Document

 

Total de Dicas postadas: 507

Data: 03-08-2019

Número: 1004

As Dicas de hoje resultam de uma pesquisa que venho fazendo há anos sobre o assunto CONTROLE EMOCIONAL.
            Em meus 55 anos de convivência com o tênis e observação do comportamento mental de atletas nos vários esportes tenho percebido que o controle emocional aflige a praticamente toda a comunidade esportiva internacional.
            Por conta disso sugiro que se comece a pensar na ideia da criação de um Fundo Internacional de Investimento em Pesquisas sobre Controle Emocional, constituído por doações espontâneas dos maiores interessados, que são os principais atletas de todos os esportes do mundo. Neste exato momento estou resolvendo que irei mandar os textos destas minhas próximas Dicas sobre este assunto para o e-mail da Associação de Tenistas Profissionais-ATP, com o objetivo de sensibilizar essa instituição a dar o “start” deste programa, efetuando a agremiação das Associações dos demais esportes a este projeto.
Considerando, portanto, que este assunto deva merecer tratamento muito especial é que tenho procurado pesquisar bastante sobre esta matéria, e por isso peço ao leitor que indique bibliografia de seu conhecimento para que eu a desenvolva em forma de artigo. E quem me enviar matéria própria eu a publicarei indicando sua autoria.           
            No caso do tênis, até em jogos de “Grand Slam” pode-se perceber a falta de controle emocional mesmo em atletas “top tem”, ficando evidente que o controle emocional é realmente uma peça muito difícil de ser manipulada, pois a não adoção de qualquer providência estudada para ser adotada em momentos de pressão psicológica pode levar ao descontrole emocional até dos melhores jogadores do mundo.
            O tênis é internacionalmente reconhecido como um esporte muito difícil e por isso precisa ser praticado com perfeição pelos candidatos a campeões, tanto na técnica, como em todos os detalhes táticos e psicológicos. Por conta dessa grande dificuldade é que se precisa dedicar primeiramente todo o tempo disponível ao aprendizado de sua técnica. Após vencida essa etapa é que passa a ser possível dar-se grande atenção às táticas, às estratégias de jogo e ao controle emocional, um período de aprendizado tão longo quanto o da primeira fase.
            É impossível fazer tudo ao mesmo tempo e quem tenta esse caminho acaba prejudicando o desenvolvimento da parte técnica do seu jogo. Um exemplo muito simples é ensinar uma pessoa a dirigir, passando-lhe todas as informações de uma só vez. Ela ficará completamente atordoada com aquele mundo de informações recebidas ao mesmo tempo e se achará insegura até para apenas ligar o carro.
            Muitos pais de tenistas promissores interferem erroneamente, passando a cobrar-lhes uma performance melhor no início dessa segunda fase, ao perceberem que o descontrole emocional... (Continua nas Dicas da próxima semana)

    

TAGS: 

Anterior - Próxima