Top Tennis

350 figuras, ilustrações e gráficos

169 páginas de alta qualidade

Texto de fácil assimilação

Totalmente colorido

Conteúdo do Site

Pesquisa


Untitled Document

 

Total de Dicas postadas: 456

Data: 17-06-2018

Número: 955

As Dicas de hoje abordarão o tema “PREPARAÇÃO DE UM ATLETA DE COMPETIÇÃO”.
(Continuação das Dicas da semana passada) ...
O primeiro passo das aulas para iniciantes concentra-se em ensinar-lhes a direita e a esquerda explicando-lhes a prioridade de executarem o movimento circular da raquete nesses golpes, conforme mostrado em meu livro às páginas 35 e 41. 
O voleio, o “smash” e o saque também precisam ser ensinados desde as primeiras aulas para esse grupo de iniciantes, não se podendo esquecer que todos esses três movimentos devem ser executados com empunhadura Continental. Os principiantes têm a tendência de optarem, na execução dos voleios, pelo uso das mesmas empunhaduras que aprenderam para os golpes de direita e esquerda de fundo de quadra. O professor deve insistir constantemente para que o aluno corrija essa tendência errada.
            Após cerca de dois anos deverá ter sido vencida a primeira etapa da vida esportiva desses atletas mirins e a partir daí eles já precisam ser iniciados num treinamento diário e intensivo de todos os golpes utilizados no tênis, inclusive aqueles de nível muito avançado para o seu momento tenístico, como “lob” com “spin”, “sidespin” (“spin” lateral) e “swinging-volley” (voleio com “spin”). Eu costumo dizer que esses golpes mais avançados atuam muito positivamente na formação do futuro tenista de competição.
O treinamento diário e repetitivo desses vários movimentos deverá envolver inúmeros golpes a serem efetuados por um grupo de três a quatro atletas. A esse respeito veja maiores detalhes em meu livro “Top Tennis”, às páginas 136/7, item “9.3 - O Treinamento em Série”. Devem ser lançadas para esse grupo cerca de 64 bolas por golpe treinado, o que significará uma repetição de no mínimo 16 bolas por atleta em cada movimento.
São os seguintes os golpes objeto desse treinamento diário, que deverá ser executado de modo que cada atleta bata apenas duas bolas seguidas, uma de direita e a outra de esquerda, cedendo lugar, em seguida, para o próximo companheiro, rodando em círculo de tal modo que nenhum atleta ficará parado por mais de dez segundos entre uma e outra execução do mesmo golpe treinado.
Começa-se essa sequência com paralelas, em seguida com cruzadas, depois com cruzadinhas dentro do T da quadra, para efetuar passadas do adversário na rede e, opcionalmente, jogar o oponente na grade em trocas de bolas de fundo. A seguir lança-se bolas para a execução de bate-prontos, “winners” do meio da quadra, “lobs” com “spin”, “sidespins”, “slices”, curtas, “smashes” do fundo da quadra e voleios e “swinging-volleys” executados do “mata-burro” (“no man’s land”).
Depois dessa série de golpes os atletas deverão continuar batendo duas bolas seguidas, uma de seu lado direito e a outra da esquerda, efetuando cerca de (Continua nas Dicas da próxima semana)

    

TAGS: 

Anterior - Próxima