Top Tennis

350 figuras, ilustrações e gráficos

169 páginas de alta qualidade

Texto de fácil assimilação

Totalmente colorido

Conteúdo do Site

Pesquisa


Untitled Document

 

Total de Dicas postadas: 479

Data: 16-12-2018

Número: 979

As Dicas de hoje se centrarão no comportamento até de atletas famosos quando se enfrentando em finais e semifinais de jogos internacionais.
            Os comentários que farei não serão sobre as espetaculares jogadas de ambos os atletas, mas sim sobre erros técnicos e mentais de ambos os jogadores, cujas críticas de minha parte deverão contribuir para aperfeiçoar a performance de toda a comunidade tenística.
            O primeiro “set” foi fechado após o sacador cometer três erros quando sacava perdendo por 4/5.
            O primeiro erro foi uma dupla-falta, deixando evidente que a pressão psicológica do momento (excesso de adrenalina) havia endurecido a sua musculatura, fazendo com que ele errasse o saque na rede.
            A “endorfina” é o antídoto que neutraliza o excesso de “adrenalina” provocado pelo fator nervosismo. Quando você fica com sono seu corpo começa a relaxar cada vez mais, pelo fato de que você começou a absorver uma grande quantidade de oxigênio, gerada pela repetição de inúmeros bocejos. E é exatamente esse excesso de oxigênio que vai formar aquela grande quantidade de “endorfina” que resultará no total relaxamento de seu corpo, levando-o à sonolência.
            Lembro aqui o comportamento do famoso Boris Becker, o qual, ao se perceber sob pressão, procurava neutralizar, com a absorção de “endorfina”, o excesso de “adrenalina” recém absorvido, por conta de seu nervosismo no momento decisivo para ganhar o “set” ou o jogo. Com essa técnica mental ele aprendeu, respirando profundamente por várias vezes, como passou a jogar bem nos momentos decisivos.
            Ao se perceber nervoso Becker começava a andar vagarosamente em busca da toalha e aproveitava para efetuar profundas respirações de oxigênio, com o objetivo de neutralizar a “adrenalina”, para conseguir jogar bem o ponto decisivo descontraído. É que a tensão nervosa endurece a musculatura do atleta e com isso ele não consegue ter seu melhor desempenho nessa situação.
            O correto a pensar nesses momentos é se colocar no lugar do adversário e pensar igual a ele. Quando o “match-point” é contra, a pessoa só pensa que vai jogar uma barbaridade para não deixar o adversário fechar o jogo. Ou seja, ele vai jogar como um “leão” para não deixar o adversário fechar o jogo. Se você ficar nervoso nesse momento de fechar o jogo, vai jogar abaixo da crítica, e o exemplo que dou em meu livro é que você estará com um comportamento de “rato” para fechar a partida contra um adversário que se fantasiou com um comportamento de “leão”. Sua única chance é pensar que, se o adversário vai jogar com um comportamento de “leão” para não deixar você fechar o jogo, sua única alternativa é jogar com um comportamento de “três leões” para conseguir vencê-lo.
            Voltando à situação do jogo em que o sacador perdia no 4/5, já com o 0x15 após seu primeiro erro de cometimento de dupla-falta acima explicado, ele voltou a cometer um segundo erro, desta vez tático, ao executar e errar ...  (Continua nas Dicas da próxima semana)
 
OBS.: Estarei viajando no próximo sábado, dia 22 de dezembro e só volto dia 14 de janeiro.

            

TAGS: 

Anterior - Próxima