Top Tennis

350 figuras, ilustrações e gráficos

169 páginas de alta qualidade

Texto de fácil assimilação

Totalmente colorido

Conteúdo do Site

Pesquisa


Untitled Document

 

Total de Dicas postadas: 452

Data: 19-05-2018

Número: 951

Se você precisa consertar o defeito de um aluno que executa o “backhand” com apenas uma das mãos e não consegue fazer o giro de tronco para ajudar no aumento da velocidade da bola, aqui vão algumas informações muito importantes para ajudar a corrigir tal deficiência.
Esse defeito se explica pelo fato de que o atleta deixa o pé da frente apontado para a lateral da quadra, no ato de golpear a bola.
Admitindo que o atleta seja destro, cabe explicar inicialmente que, se a perna direita estiver paralela à linha de fundo da quadra no ato de ser golpeada a bola, o joelho e o pé direito apontados para a lateral da quadra irão impossibilitar que o atleta bata a bola usando, além da alavancagem do braço, a importantíssima ajuda adicional do giro de tronco para a frente.
Para corrigir tal defeito, o último passo do pé da frente, antes de bater a bola, deve ser efetuado com o bico do sapato virado para a direção do local em que se dará o impacto raquete-bola.
Para isso esse último passo deve ser efetuado em direção à bola, abrindo-o para a frente, dando espaço entre as pernas, o que resultará num posicionamento do joelho para frente, permitindo a desejada rotação de tronco e também o aproveitamento do peso do corpo para a frente.
É também muito importante, para a correção desse defeito, que o atleta aprenda a se deslocar para os lados da quadra com o quadril quase paralelo à linha de fundo, indo na direção das laterais da quadra imitando o estilo da corrida do caranguejo. Ou seja, o corpo deve correr meio de frente para a quadra oposta.
Tudo isso facilitará o aumento da capacidade de se golpear fortemente a bola, tanto com a ajuda da alavancagem do braço que segura a raquete, quanto com o giro do tronco.
Toda vez que for treinar seu aluno na mudança de um detalhe em qualquer movimento adote como princípio esta última e importantíssima informação, que é a chave do sucesso para se corrigir um pequeno defeito num determinado golpe. 
Oriente psicologicamente seu aluno para o fato de que, quando for golpear a bola, só deverá pensar na correção que precisa fazer com o pé da frente, dedicando, assim, total atenção ao que precisa ser corrigido. É que a parte certa do resto do movimento será executada automaticamente, uma vez que já se encontrar armazenada em seu subconsciente.
 

    

TAGS: 

Anterior - Próxima