Top Tennis

350 figuras, ilustrações e gráficos

169 páginas de alta qualidade

Texto de fácil assimilação

Totalmente colorido

Conteúdo do Site

Pesquisa


Untitled Document

 

Total de Dicas postadas: 460

Data: 18-07-2018

Número: 959

As Dicas de hoje continuam abordando o tema “PREPARAÇÃO DE UM ATLETA DE COMPETIÇÃO”. (Continuação das Dicas da semana passada) ...
Voltando ao grupo de profissionais, criado pelo fenômeno Jack Kramer, essa pequena elite composta pelos melhores jogadores internacionais daquele momento viajava pelo mundo ganhando dinheiro em torneios nos principais clubes do mundo, e foi no Country Clube do Rio de Janeiro que tive a oportunidade de conversar, no vestiário, com ALEX OLMEDO, um dos melhores jogadores do mundo naquela época.
Minha conversa com ALEX OLMEDO foi a seguinte: “- ALEX! Com que empunhadura você executa a direita?” E a resposta dele foi: “- Jô no lo sei!” (Eu não sei!). Aí eu pedi para ele simular uma batida de direita. Ele fez e eu segurei a mão dele na raquete antes que ele a afrouxasse. Aí eu falei para ele que era empunhadura “Eastern” e ele me respondeu em inglês: “- It depends on!” (Isto depende da situação).
Aí ele fez uma acentuada empunhadura de “backhand” de quem bate com apenas uma das mãos e ficou de costas para mim e simulou a execução de um “drive” de direita de uma bola que havia passado para trás de seu corpo no lado direito. E em seguida fez uma acentuada empunhadura “western” de direita e novamente ficou de costas para mim e simulou a execução de um “drive” de esquerda de uma bola que havia passado para trás de seu corpo no lado esquerdo.
Depois dessas demonstrações OLMEDO me explicou que, com seu amadurecimento neste esporte o atleta vai passando a ter suas empunhaduras completamente em função da altura, da velocidade e do efeito que as bolas lhe chegam. Além disso o atleta também passa a usar as várias posições de pulso para ajudar nessa adaptação aos constantes desvios de última hora da bola, sejam causados por efeitos imprimidos pelo golpe adversário, sejam por desvios da bola ao bater no solo, tanto no saibro como nos pisos duros. Com o passar dos anos o atleta passa a fazer essas mudanças de empunhadura de última hora até com a ajuda apenas da mão que segura o cabo da raquete.
Critico, com isto, a falta de informações até de alguns jogadores “top” internacionais da atualidade, que cometem determinados erros por ainda não saberem adaptar suas empunhaduras às diferentes alturas ou efeitos com que as bolas adversárias lhes chegam.
Retorno aqui ao tema básico deste conjunto de Dicas, que é o assunto “PREPARAÇÃO DE UM ATLETA DE COMPETIÇÃO”.
            Obtidos os primeiros resultados que venham a destacar os atletas no âmbito estadual, eles já deverão iniciar-se nas competições em nível nacional. Admitindo-se que cada atleta já tenha atingido no mínimo os 13 anos de idade, vamos começar agora a trabalhar mais pesadamente o preparo físico e o equipamento mental desse grupo. Mas a maior prioridade ainda deverá ser dada para o desenvolvimento da técnica dos diversos golpes, porque qualquer ponto fraco de um atleta será explorado por toda a comunidade tenística no futuro, quando ele atingir o nível profissional.

Chegamos agora à idade dos 14 a 15 anos, a partir de quando deverá ser dada grande prioridade ao preparo físico dos atletas. Os preparadores físicos deverão, entretanto, ter cuidado especial para não exagerarem nos exercícios, a ponto de provocarem contusões nos atletas. O preparo físico é importante, mas como já salientei em Dicas passadas, deve ser ministrado de forma a ir permitindo o aumento da resistência ao esforço físico, sem machucar os atletas. Como diz o jogador de basquete Oscar, o atleta... (Continua nas Dicas da próxima semana)  

TAGS: 

Anterior - Próxima